Notícias


21/11/2016 - Stephen Hawking define data limite para humanidade

Stephen Hawking, um físico renomado e que dispensa apresentação deu uma previsão um tanto quanto assustadora para a humanidade deixar de existir no planeta Terra: mil anos Durante um evento na Oxford Union, antes de sugerir o fim, Hawking disse que “o fato de que nós, humanos, que somos partículas meramente fundamentais na natureza, pudemos chegar tão perto de compreender as leis que nos governam e o universo é certamente um triunfo”.O físico de 74 anos ainda disse que este é “um tempo glorioso para estar vivo e realizar pesquisas em física teórica (…) Talvez, um dia sejamos capazes de usar as ondas gravitacionais para olhar diretamente no coração do Big Bang”. “Mas nós precisamos continuar indo ao espaço para o futuro da humanidade. Eu não acho que sobreviveremos mais mil anos sem escapar e ir além de nosso frágil planeta”, definiu Hawking. Segundo o professor, os próximos 100 anos serão os preocupantes, porque devem definir as nossas atitudes “espaciais” — e ele ainda não acredita que teremos colônias em Marte antes disso. Ainda, atualmente, Hawking acredita que devemos ter mais medo do capitalismo do que de robôs.